O grafite e a publicidade

 

Este post foi inspirado após assistir à palestra de Tiago Carva na Garagem 105 onde o grafiteiro mostrou seus trabalhos e aproveitou para discutir a relação desta arte com a publicidade.

Tiago debateu sobre como o artista se sente quando é chamado para criar um painel para uma marca. No casos dele, citou o trabalho feito para a Shell no muro de uma comunidade que estava ganhando uma quadra de futebol de qualidade graças à marca. O logo está lá, mas não impede o trabalho artístico feito no muro.

Pele-Shell-Tiago-Carva

Para mim, o grafiteiro não precisa ser igual a Banksy, como mostrei neste post, usa sua criatividade para criticar o consumo e a publicidade. Ele pode agir de forma parecida com George Clooney: faça projetos que não são do gosto pessoal, mas que rende dinheiro para investir nos projetos que te interessam. Como no caso do Carva, que cria editoriais e campanhas publicitárias sem peso na consciência.

Nos últimos anos, várias empresas perceberam a ascensão e aceitação gradativa do grafite pela sociedade e resolveu chamar os artistas para criarem anúncios ou estamparem seus produtos, como fez a Gol ao entregar um avião da companhia para Os Gêmeos, que usaram sua “assinatura” na obra.

Gol-Gemeos

Veja como foi o processo de criação.

Outros exemplos:

No Rock In RIo, o Submarino levou o grafiteiro Toz para criar quadros no seu estande.

Toz-Submarino

A agência Giovanni+Draftfcb chamou Tiro Senna, também em 2011, para campanha do Disque Denúncia da Prefeitura do Rio.

Tiro-Senna-disque-denuncia

E você, qual sua opinião sobre marcas usarem grafites como forma de marketing ou na veiculação de campanhas publicitárias?

Blog Widget by LinkWithin
The following two tabs change content below.

Caio Costa

Editor-chefe at Blogcitário
Publicitário, Diretor da Orfeu Comunicação e editor-chefe do Blogcitário, seu blog de publicidade.
 
 

Comentários no Facebook

Deixe um comentário

 

 

 

© Blogcitário - o seu blog de Publicidade, marketing, viral e guerrilha. Todos os direitos reservados.

Rodando sob Wordpress. Layout e Programação por Hilder Santos.

Follow @blogcitario