O Aprendiz 6: Justus X João

 

No episódio anterior, Taila foi despedida por ter sido eleita com unanimidade a mais fraca do grupo.

Neste episódio, Roberto Justus deu como desafio para a Maxxi e a Best divulgar o Palm Centro entre os universitários. As equipes poderiam montar a estrutura que quisesse para falar sobre as qualidades do produto. Como apoio, elas deveriam fazer cadastros das pessoas abordadas para incentivá-las a irem ao pocket show do Tony Garrido.

Mesmo realizando menos cadastros e levando menos pessoas à festa, a Best venceu mais uma vez por ter organizado um espaço melhor e ter apresentado de forma mais eficiente o Palm para o público.

Enquanto víamos a Best desfrutando as mordomias em Miami, assistimos as declarações polêmicas do João Granja, inconformado com a derrota da sua equipe. Um dos pontos altos foi afirmar que “imagina porque o outro grupo venceu”. Ou seja, nas entrelinhas (como ele gosta de dizer), João acusou a produção de favorecer a Best.

Mal começa a reunião e Roberto se volta especialmente para João, mostrando os vídeos onde ele diz que vai mostrar na reunião “dez mil páginas de argumentos” para provar porque a sua equipe deveria ter vencido. Mesmo ouvindo as desculpas esfarrapadas da Maitê sobre a bagunça e a estrutura pobre montada pela equipe, Justus só queria saber de discutir com João.

Logo nos primeiros minutos da sala, já dava para perceber que João não teria escapatória, ainda mais insistindo em querer discutir de igual para igual com Roberto. Ele só esqueceu que nunca um estagiário (vamos colocar assim) vai ganhar uma discussão com o seu chefe.

Sem precisar da segunda parte da sala e saber quem foram os verdadeiros culpados pela derrota da Maxxi, Justus mandou João pegar os dez mil argumentos dele e pensar sobre eles em casa.

Se você perdeu esse barraco histórico, acompanhe aqui os vídeos.

PS1: a trilha sonora desta sala de reunião deveria ser Eye of the Tiger.

PS2: Achei estranho a Mariana deixar o Álvaro de fora da viagem, pois vimos ele fazendo alguma coisa, ao contrário do Rutênio. Acho que a escolha baseou-se mais pela falta de afinidade entre os dois.

PS3: Pensei que Roberto, na hora de pedir que João pegasse os dez mil argumentos, ia falar para enfiar naquele lugar. Mas como ele tava na TV e passa a imagem de um homem sério, ele pelo menos deve ter pensado nessa frase.

PS4: Antes de bancar o “sincero”, João deveria lembrar que estava na TV. O que aconteceu na sala certamente queimou o filme dele, pelo menos no mercado publicitário, que é do tamanho de um ovo em qualquer lugar do Brasil.

PS5: João tem argumentos e pensamentos tão estranhos que no carro fechou com algo incrível: às vezes você está certo quando está errado. Até agora estou pensando no sentido disso.

PS6: De vez em quando aparece um maluco no Aprendiz. Lembram do Peter, que “demitiu” Justus da vida dele?

Compre o Palm Centro no Submarino, clicando aqui (no site tem outros modelos com vários preços).

Blog Widget by LinkWithin
The following two tabs change content below.

Caio Costa

Editor-chefe at Blogcitário
Publicitário, Diretor da Orfeu Comunicação e editor-chefe do Blogcitário, seu blog de publicidade.
 
 

Comentários no Facebook

15 comentários

  1. Nunca vi um cara tão imbecil, além de burro é prepotente. Como detesto gente burra que se acha!

     
  2. Jamile Barbosa
     

    Olha eu não concordo com vc em relação a que um estagiário nunca ganhe de um patrão em uma discussão

    Achei esse comentário infeliz, não por que é um estagiário mais sim por que o problemas ali foi de argumentação. João se equivocou no seu julgamento. Ele não analisou os fatos e criou argumentos que não se sustentam. Eu quando fui estagiaria aos 14 anos meu primeiro estágio discuti com meu chefe e ganhei pq tive argumentos verdadeiros e bons. Não julguei ninguém injustamente

    p.s Qualquer pessoa com bons argumentos pode ” ganhar” do chefe o problema é ter mais ou melhores argumentos que ele. Caso tenha é melhor o chefe se preparar. Pois seu estagiário está no caminho certo, pronto pra ser um futuro chefe e o chefe ser um demitido rs
    enfim…sua colocação foi um pouco pejorativa e infeliz

    o resto concordo e gostei parabéns

    hehe primeiro comentário quase um texto rs

    Re: Oi Jamile. Realmente, posso ter me expressado mal neste trecho. O que quis dizer é que não adianta João bater de frente com Justus, ainda mais com os argumentos usados por ele, pq mesmo que ele estivesse totalmente certo, Justus poderia dizer que a obrigação dele é seguir as regras impostas pelo programa e acabou. O mesmo pode ser aplicado pelos chefes da vida.

    Agradeço pelo comentário.

     
  3. Acredito que o Joao Granja cometeu um erro e esse erro foi de participar de um programa que manipula as imagens em desfavor dos participantes.
    Foi demitido por falar a verdade e em uma empresa que prima pelo lucro, falar a verdade na maioria das vezes significa deixar o lucro de lado.
    O programa O aprendiz sempre foi usado para promover os clientes do Roberto, mas este esquece que os telespectadores são pessoas normais e esta vendo que o lucro sempre foi mais importante do que a satisfação dos consumidores.
    O Roberto passa a imagem de arrogante, temperamental, mimado e que jamais podera ser contrariado. Isso fica claro quando alguem o contradiz, ate mesmo os seus conselheiros, que o diga o Clodoaldo atualmente, pois ganhou o programa e quando socio, ganhou um abacaxi em forma de uma ação judicial de R$ 70 milhões para pagar por causa dos destemperos do socio Roberto Justos.

    Re: Aguiar, respeito sua opinião, o João usou este mesmo argumento sobre promover os clientes de Justus, mas o próprio Roberto esclareceu hoje no Hoje em Dia que a maioria dos patrocinadores não é cliente da Y&R, agência dele.

    Pode ser que a edição tenha prejudicado João, mas se ele não tivesse dito aquelas coisas abertamente, ele não cairia em contradição o tempo todo.

    Obrigado pelo comentário.

     
  4. Assisti o programa Aprendiz somente ontem e gostaria de dar minha opinião.
    Apesar do foco da equipe que perdeu fosse o número de cadastros, creio que houve mais sintonia entre os universitários e eles, justamente pelo modo impessoal que eles tiveram no atendimento. Eu já fui universitário e todos sabem que universitário não tem dinheiro. Quando a equipe que perdeu chamou a atenção dos estudantes para o produto, eles poderiam não ter comprado o produto de imediato, mas o mesmo ficou gravado. Assim que tiverem oportunidade compram em 10 prestações. 🙂
    Quando você passa perto de um stand muito xique, pode saber que estão querendo “arrancar o couro” passando a idéia de que o produto é muito caro. A equipe que ganhou, optou por passar esta idéia para os estudantes que já tem dinheiro e estão prontos para comprar. O que é raro.
    O stand bem montado como o da equipe que ganhou seria indicado mais para empresários ou pelo menos para pessoas que já trabalham e tem condições de gastar.

    Uma equipe atingiu o público sem dinheiro(no momento) e a outra equipe atingiu o público pronto para gastar.

    Se fosse um evento localizado, sem divulgação pela TV, acho que as equipes empataram e a empresa atingiu as duas classes de estudantes.

    Por outro lado, por ser um programa de televisão nacional, onde pessoas de vários níveis sociais estão assistindo, o stand bem montado levou vantagem.

    Neste caso a equipe que ganhou, mereceu.

    O problema com relação ao João é que neste programa quem decide é o futuro chefe. Não existe votação para ficar ou sair. Este programa não é BBB.

    Re: Marcos, concordo com quase tudo que você disse. Mas acho que a Best ia ganhar mesmo se fosse em condições normais, sem a TV por perto, pelo stand mais montado e pelos momentos que a equipe proporcionou aos estudantes em manusear o produto. No da Maxxi, como vimos na foto, o produto nem estava na stand.

    Obrigado pelo comentário.

     
  5. João Marcus
     

    A Jamile Barbosa não faz idéia da sorte que teve. Estagiário argumentando? Demissão em muitos lugares.
    Agora, sobre o programa, sempre achei fraquíssimo. Como um monte de coisas na Record, é tecnicamente bom, bem produzido, mas com um conteúdo de doer. Roberto Justus tem o rei na barriga. Argumentar com ele e com uma porta são a mesma coisa.
    E essa lista? A Record “não nega nem confirma”. Ora, isso é o mesmo que confirmar. Que piada…

     
  6. Jamile Barbosa
     

    Oi João realmente esse estágio foi algo inacreditável…Até hj tenho contatos com todos que trabalhei e meu ex -chefe me considera muito ( ele é casado e tem mais de 60. okay? rs)Não tínhamos nenhuma relação anterior ao meu estágio ( não foi QI- Quem Indica rs)enfim ,a li aprendi muito
    Porém cada lugar é lugar já me dei mal, por me ” mostrar” demais.
    Ainda acredito que se você tem bons argumentos e sabe falar (digamos com jeitinho, firme porém delicado e humilde)você vai ser respeitado

    enfim adorei o programa e espero que continue assim

    Não vejo o Justos como esse vilão todo, eu aprendo muito com o programa e sou fã da sua forma de agir

    O aprendiz não é BBB, é um reality show com outro foco

    acredito nisso!!

    beijos

     
  7. Humberto Caselli
     

    Mano, eu não sou publicitário e nunca assisti a um programa “O Aprendiz”, peguei a pendenga do tal João Granja com o Justus pelo programa da Sônia Abrão zapeando pela TV… E depois fui caçar o que os caras tinham feito.

    Qualquer gari com um mínimo de bom senso saberia que serviço reprovado não vinga. A equipe do maluco perdeu pelo conjunto da obra, não importando quanto de esforço foi usado pro trabalho, nem quão esforçados eram os participantes.

    Numa empresa, se os meios são bons mas o resultado é ruim, não adianta nada… Mesmo que seja o stand mais megaboga do mundo, se não deixa o cliente feliz então não adianta nada… E como é um programa de TV, alguém tem que rodar. E rodou o correto.

     
  8. adorei o que joao falou do roberto justo pois ele esta certo

     
  9. Adorei o comentário (muito pecualiar…rs) do Humberto! Essa é a primeira vez que assisto o programa, mas sempre fui muito fã do Justus. Sö tem um detalhe, e;e não é publicitário, é empresário. Outro detalhe: qual o problema se os patrocinadores do programa forem clientes da agência dele? Ele já declarou que não, mas se fossem acho uma jogada de mestre da parte dele, quer promoção maior que essa? Fora a mídia espontânea que isso desenrola.
    Sou fã do blog, parabéns!
    Ah, o João foi muito burro…

     
  10. A vida não é perfeita iguais a novela da globo .
    Para quem conhece o mercado e vive ele sabe disso , metade das empresas que conheço , quando abrem , fecha com + ou – 1 ano de vida ( imagina isso para um dono que gastou milhares de $$$$ em investimentos ) .
    QUEM FICOU COM DOR DE CABEÇA POR CAUSA DA CENA , QUE VÁ VER OS TELETANBIS .

     
  11. O programa gera fãs dos participantes, não tem jeito.

    O pessoal esquece que quando a tarefa foi explicada ficou claro que o cliente, no caso a palm, é quem teria o voto final. Então valia a visão do cliente e o stand mais bem montado e arrumado teria uma vantagem natural. É a diferença entre um serviço amador e um profissional, não significando que o amador seja mal feito, foi menos eficiente em relação ao outro.

    Quanto aos universítários, um stand bem feito não os coloca em fuga até porque universitários que estudam de dia, não trabalham, logo são sustentados pelos pais; quando muito trabalham de meio período. De qualquer forma, não são jovens de classes sociais tão baixas que “fujam” de stands, convenhamos.

    O Justus já de inicio foi na garganta do João Granja porque o mesmo pediu por isso. Poderia ter dado depoimentos sem contudo explorar seu argumento que considerava ser o pulo do gato.

    O que aconteceu foi um exercício de prepotência, própria da idade, isso é certo, mas mesmo assim prepotência; achando que “puxando a faca” ficaria mais fácil intimidar os demais expondo-os como fracos e de certa forma, salvando-se por ter “personalidade”.

     
  12. ana carolina monteiro
     

    Roberto justo adoro o seu programa ,Agora antes achava chato e irritante achava que tudo nao se passava de mentira baseado para conseguir midia para tv.mas agora vejo que alem da midia tem a funçao o programa de monstrar que com força,garra .determinaçao e um objetivo e estudo chegaremos lonje a uma ideal e vc monstra isso no seu programa.
    parabens e que outros empresarios tenham esse objetivo.

     
  13. thaisa danielle
     

    sou estudante e pretendo prestar vestibular pra engenharia mecanica.Admiro muito o programa e assisto-o frequentemente.

    Aprovo o fato da Marina ter ganho o programa e da escolha de Justus ter sido tão impecavel.

    Lê muitas reclamações em outros blogs mas não concordo com elas .

    Justus me espere pois algum dia iremos nos encontrar em algum aprendiz da vida.

    Continue assim e saiba que me espelho muito em voce na minha caminhada estudantil.

     
  14. Que saudades do programa O Aprendiz com Roberto Justos

     

Deixe um comentário

 

 

 

© Blogcitário - o seu blog de Publicidade, marketing, viral e guerrilha. Todos os direitos reservados.

Rodando sob Wordpress. Layout e Programação por Hilder Santos.

Follow @blogcitario